Mecânica
   Cinemática
   Dinâmica
   Mais [+]
 Termologia
   Termometria
   Calorimetria
   Mais [+]
 Óptica
   Fundamentos
   Reflexão da luz
   Mais [+]
 Ondulatória
   MHS
   Ondas
   Mais [+]
 Eletromagnetismo
   Eletrostática
   Eletrodinâmica
   Mais [+]
 História da Física
 Biografias de Físicos

 Jogos On-line
 Exercícios Resolvidos
 Provas de Vestibular
 Simulados On-line

 Laifis de Física
 Área dos Professores
 Fórum de Discussão
 Fórmulas e Dicas
 Softwares de Física
 Dicionário de Física
 Vídeos
 Simulações

 Física no Cotidiano
 Curiosidades
 O Que o Físico Faz?
 Indicação de Livros
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

Alessandro Volta

O Conde Alessandro Giuseppe Antonio Anastasio Volta nasceu em Como, na Lombardia (atual Itália), numa época em que o nível de vida de sua família havia diminuído. Ao contrário do que se esperava o jovem Alessandro não seguiu a carreira eclesiástica.

Quando jovem, não mostrou ser um menino prodígio. Começou a falar apenas aos quatro anos de idade e sua família estava convencida de que ele possuía problemas mentais. Entretanto, aos sete anos, quando do falecimento de seu pai, alcançava o nível de perspicácia para crianças de sua idade. A partir de então, Alessandro começou a progredir intelectualmente. Aos quatorze anos, decidiu que seria físico.

Alessandro Volta ficou fascinado com as máquinas e equipamentos que conhecia. Nesta idade, ficou fascinado pelos fenômenos da eletricidade. Em 1774, foi apontado como professor de Física na High School de Como e, no ano seguinte, inventou a "eletrophorous", uma máquina que acumula a cargas. Alessandro Volta passou, então, a ser conhecido por sua invenção e pelo resultado. Em 1778, Alessandro foi o primeiro a separar o metano.

Em 1779, recebeu um cargo de professor na Universidade de Pavia, onde continuou com suas pesquisas e seu trabalho em eletricidade. Inventou outros dispositivos que envolvem eletricidade estática e recebeu a medalha de Copley da Sociedade Real, onde foi nomeado membro em 1791.

Seu feito principal não foi na eletricidade estática e sim na eletricidade dinâmica, mais precisamente em relação à corrente elétrica.

Em 1794, decidiu montar um dispositivo onde se encontrava dois metais diferentes, sem o contato de qualquer tipo de tecido. Como resultado de seu trabalho, obteve a informação de que havia uma corrente elétrica circulando entre os dois metais.

Aprofundando-se nas pesquisas, em 1800 Alessandro Volta comprovou sua tese construindo um dispositivo que produzisse um fluxo contínuo de eletricidade. Esse dispositivo recebeu o nome de "bateria elétrica", a primeira na história. Esta invenção levou Alessandro ao reconhecimento no mundo científico. Foi chamado à França por Napoleão Bonaparte em 1801 para demonstrar suas invenções. Recebeu medalhas e condecorações, incluindo a Honra da Legião e em 1810 foi senador do reino de Lombardy.

Durante toda a vida, Alessandro conseguiu honras e condecorações, independente do tipo de governo reinante na época, em diferentes países. Após a queda de Napoleão e a Áustria dominando a Itália, Volta conseguia manter-se em evidência.

Entretanto, a maior honra que Alessandro Volta recebeu foi de seus amigos e colegas cientistas, quando da definição de unidade de força eletromotriz. Esta unidade recebe o nome de Volt.

Curta nossa página
nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale conosco

Copyright © 2008-2014 Só Física. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Grupo Virtuous.