Mecânica
   Cinemática
   Dinâmica
   Mais [+]
 Termologia
   Termometria
   Calorimetria
   Mais [+]
 Óptica
   Fundamentos
   Reflexão da luz
   Mais [+]
 Ondulatória
   MHS
   Ondas
   Mais [+]
 Eletromagnetismo
   Eletrostática
   Eletrodinâmica
   Mais [+]
 História da Física
 Biografias de Físicos

 Jogos On-line
 Exercícios Resolvidos
 Provas de Vestibular
 Simulados On-line

 Laifis de Física
 Área dos Professores
 Fórum de Discussão
 Fórmulas e Dicas
 Softwares de Física
 Dicionário de Física
 Vídeos
 Simulações

 Física no Cotidiano
 Curiosidades
 O Que o Físico Faz?
 Indicação de Livros
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

O campo elétrico pode ter pelo menos quatro orientações diferentes de seu vetor devido aos sinais de interação entre as cargas, quando o campo é gerado por apenas uma carga, estes são:

 

Quando a carga de prova tem sinal negativo (q<0), os vetores força e campo elétrico têm mesma direção, mas sentidos opostos, e quando a carga de prova tem sinal positivo (q>0), ambos os vetores têm mesma direção e sentido

Já quando a carga geradora do campo tem sinal positivo (Q>0), o vetor campo elétrico tem sentido de afastamento das cargas e quando tem sinal negativo (Q<0), tem sentido de aproximação, sendo que isto não varia com a mudança do sinal das cargas de provas.

 

Quando uma única partícula é responsável por gerar um campo elétrico, este é gerado em um espaço que a circunda, embora não esteja presente no ponto onde a partícula é encontrada.

 

Campo elétrico gerado por mais do que uma partícula eletrizada.

Quando duas ou mais cargas estão próximas o suficiente para que os campos gerados por cada uma se interfiram, é possível determinar um campo elétrico resultante em um ponto desta região.

Para isto, analisa-se isoladamente a influência de cada um dos campos gerados sobre um determinado ponto.

Por exemplo, imaginemos duas cargas postas arbitrariamente em um ponto A e outro B, com cargas e , respectivamente. Imaginemos também um ponto P sob a influência dos campos gerados pelas duas cargas simultaneamente.

O vetor do campo elétrico resultante será dado pela soma dos vetores e no ponto P. Como ilustram os exemplos a seguir:

Como as duas cargas geradoras do campo têm sinal positivo, cada uma delas gera um campo divergente (de afastamento), logo o vetor resultante terá módulo igual à subtração entre os valores dos vetores e direção e sentido do maior valor absoluto.

Assim como no exemplo anterior, ambos os campos elétricos gerados são divergentes, mas como existe um ângulo formado entre eles, esta soma vetorial é calculada através de regra do paralelogramo, ou seja, traçando-se o vetor soma dos dois vetores, tendo assim o módulo direção e sentido do vetor campo elétrico resultante.

 

 

Curta nossa página
nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale conosco

Copyright © 2008-2014 Só Física. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Grupo Virtuous.