Você está em Material de apoio > Biografias de Físicos

Gustav Robert Kirchhoff

Gustav Robert Kirchhoff (1824 – 1887) foi um físico alemão com contribuições científicas principalmente no campo dos circuitos elétricos, na espectroscopia, na emissão de radiação dos corpos negros e na teoria da elasticidade (modelo de placas de Kirchhoff). Kirchhoff propôs o nome de "radiação do corpo negro" em 1862. É o autor de duas leis fundamentais da teoria clássica dos circuitos elétricos e da emissão térmica.

Kirchhoff nasceu em Königsberg, Prússia (atualmente Kaliningrado, Rússia). Filho de Friedrich Kirchhoff (advogado) e Johanna Henriette. Graduou-se na Universidade Albertus de Königsberg em 1847, onde participou dos seminários de física-matemática sob a direção de Franz Ernst Neumann e Friedrich Julius Richelot. Casou com Clara Richelot, filha de Richelot, um de seus professores de matemática. No mesmo ano mudou-se para Berlim, recebendo o posto de catedrático em Wrocław.

Kirchhoff formulou as leis dos nós e das malhas na análise de circuitos elétricos (Leis de Kirchhoff) em 1845, quando ainda era um estudante. Propôs a lei da emissão de radiação térmica em 1859, comprovando-a em 1861. Em 1854 transferiu-se para a Universidade de Heidelberg, onde colaborou em trabalhos sobre espectroscopia com Robert Bunsen, descobrindo juntamente com este os elementos césio e rubídio em 1861, estudando a composição química do Sol através do seu espectro.

Posteriormente propôs as três leis que descrevem a emissão de luz por objetos incandescentes:

  1. Um objeto sólido aquecido produz luz com espectro contínuo.
  2. Um gás tênue produz luz com linhas espectrais em comprimentos de onda discretos que dependem da composição química do gás.
  3. Um objeto sólido a alta temperatura rodeado de um gás tênue a temperaturas inferiores produz luz num espectro contínuo com vazios em comprimentos de onda discretos cujas posições dependem da composição química do gás.

A existência destas leis foi explicada mais tarde por Niels Bohr, contribuindo decisivamente para o nascimento da mecânica quântica.

Kirchhoff foi sepultado no cemitério da Comunidade de São Mateus (Friedhof der St. Matthäi-Gemeinde) em Berlim.

Como referenciar: "Gustav Robert Kirchhoff" em Só Física. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2024. Consultado em 21/04/2024 às 17:54. Disponível na Internet em http://www.sofisica.com.br/conteudos/Biografias/gustav_kirchhoff.php