Você está em Termologia > Termodinâmica

Energia Interna

As partículas de um sistema têm vários tipos de energia, e a soma de todas elas é o que chamamos Energia interna de um sistema.

Para que este somatório seja calculado, são consideradas as energias cinéticas de agitação , potencial de agregação, de ligação e nuclear entre as partículas.

Nem todas estas energias consideradas são térmicas. Ao ser fornecida a um corpo energia térmica, provoca-se uma variação na energia interna deste corpo. Esta variação é no que se baseiam os princípios da termodinâmica.

Se o sistema em que a energia interna está sofrendo variação for um gás perfeito, a energia interna será resumida na energia de translação de suas partículas, sendo calculada através da Lei de Joule:

Onde:

U: energia interna do gás;

n: número de mol do gás;

R: constante universal dos gases perfeitos;

T: temperatura absoluta (kelvin).

Como, para determinada massa de gás, n e R são constantes, a variação da energia interna dependerá da variação da temperatura absoluta do gás, ou seja,

  • Quando houver aumento da temperatura absoluta ocorrerá uma variação positiva da energia interna .
  • Quando houver diminuição da temperatura absoluta, há uma variação negativa de energia interna.
  • E quando não houver variação na temperatura do gás, a variação da energia interna será igual a zero.

Conhecendo a equação de Clepeyron, é possível compará-la a equação descrita na Lei de Joule, e assim obteremos:

Como referenciar: "Energia Interna" em Só Física. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2018. Consultado em 24/05/2018 às 11:02. Disponível na Internet em http://www.sofisica.com.br/conteudos/Termologia/Termodinamica/energiainterna.php